11 de agosto de 2020

August slipped away into a moment in time

 Podia ser uma parte de uma obra da Jane Austen ou da Emily Brontë. Se a percepção de tempo já não existe e não sabemos a quantas andamos, ao menos posso fingir que estou dentro de uma obra de época. Little Women também serve e combina com a minha altura. À parte disso, não há nada como a luz do final do dia. É sempre um misto entre “wow, olha esta luz” e “rápido! vamos ficar sem luz”, porque todos sabemos que o que é bom, é fugaz. Todos os segundos contam. É como viver algo bonito.