OFF AND ON

19 de novembro de 2018

internet cresce exponencialmente a cada minuto. O que hoje é moda, amanhã é esquecimento profundo. Os gostos mudam como as estações do ano. Manter este passo é complicado e pode ser exaustivo, principalmente para quem cria conteúdo. 

Fotografias: Catarina Pires 



Ando por aqui desde 2012. Uma altura em que não havia ganhos com publicações, os blogues eram criados com a intenção de expandir as paixões que temos e de as exprimir para o mundo. Não importava se criávamos um conteúdo e não ganhávamos com isso: essa realidade de se ser pago não existia. Tirávamos fotografias com pouca qualidade e ainda assim faziam as delícias de quem nos lia, porque o conteúdo estava lá.Vocês percebem. Era diferente. Hoje só se cria se for pago. Criam-se blogues e canais de youtube para que se atinja um patamar de reconhecimento que, de certa forma, é muito desejado hoje em dia. 

Já não basta fazer. Tem de ser excelentemente bem feito. A oferta, neste mundo, é tanta, que tens de fazer mais e melhor, todos os dias.

Para ser sincera, tenho sentido um pouco essa pressão - apesar de ainda não ter entendido se sou eu que a coloco em mim mesma ou se é o mundo virtual que exige muito e fico com este sentimento. Tudo isto levou a que tivesse um bloqueio criativo nos últimos tempos: tudo o que fazia ou criava não era bom o suficiente para mim. Sempre fui exigente com o meu conteúdo e sempre tentei fazer o melhor, mas desta vez foi ao extremo. Sinto-me como se estivesse a correr atrás de um comboio que não consigo acompanhar e, eventualmente, paro para descansar. O melhor de tudo é que vem outro comboio a seguir - já descansei, já estou pronta para o apanhar. Posso chegar atrasada, mas vou chegar. 

Para além disto, o mundo dos blogues é também como uma grande secundária. Toda a gente se conhece, mas, ainda assim, existem grupos onde só podes pertencer se te identificares, tiveres estatuto e agires da mesma forma. Podes ser a melhor, mas se tiveres um estilo diferente, não pertences. Bem, desde sempre que este é um hábito comum no mundo, já se sabe. À conversa com um amigo meu, ele disse-me que o caminho para o sucesso tem duas vias: seres tu mesma, criares o teu estilo e demorares o tempo necessário a teres os teus fins ou teres um estilo igual ao de alguém e chegares rapidamente devido a identificação e associação pessoal. Este foi um assunto com o qual me debati durante muito tempo. Não percebia porque é que, talvez, o meu blogue  não estivesse a ter o alcance que eu desejava. Porque é que me sentia a ficar para trás. Meditei. Pensei no que queria. Ser eu, sempre eu, inteira, não às metades, não outro alguém. 

Quando os verbalizamos, os nossos pensamentos podem perder muito sentido ou podem guiar-nos por estradas que até então estavam fechadas. É normal passar por bloqueios criativos e não acreditarmos no nosso trabalho por breves momentos, mas somos tão jovens e temos tanto para dar. Eu tenho tanto para dar. Não quero parar nunca, e não posso deixar que um pensamento me pare. Hoje, lembro-me a cada segundo que uma pessoa é melhor do que nenhuma (1>0) e, por isso, já faz muito sentido eu ter este blogue. 


5 comentários:

Stella Bellamy disse...

És fantástica. O teu trabalho é pura arte e isso é verdadeiramente bonito. Parabéns ❤️

Vânia A. disse...

Eu sei exatamente como te sentes. Debati-me com o mesmo durante muito tempo até ao ponto de deixar de parte o canal e o meu blog. Lá está, no nosso tempo as pessoas tinham um blog porque queriam criar algo para partilhar as suas paixões e a sua essência. Nos dias de hoje, é tudo tão automático, onde só se cria para receber algo. Enfim. Eu mantenho-me fiel aos Bloggers (como tu) que nunca perderam a sua essência e que se vê aos quilómetros que amam aquilo que fazem. E quero o mesmo para mim, quero produzir conteúdo que amo mesmo que não receba nada em troca.

Continua a ser quem és Carolina, eu sei que irás chegar longe com o teu brilho e dedicação ❤️

-Valéria disse...

A meu ver, desde que sigo o teu blog, te manténs fiel a ti própria e isso é motivo de orgulho, o teu trabalho inspira-me de diversas formas, tem uma visão muito criativa e isso é o teu ponto forte.
Beijinhos :)
https://www.dailyvlife.com

Fátima Silva disse...

Sigo-te desde o ínicio do blog e nunca perdeste a tua essência Carolina, continuas a ser inspiradora e eu continuo a cá vir sempre que há um novo post !!

xoxo ♡
Watermelon Clouds

MargaridaPestana disse...

Olá Carolina,

Identifiquei-me imenso com este teu post.
Acho que, com a loucura e exigência que a internet e as redes sociais trouxeram, que nos sentimos muitas vezes perdidas e seduzidas pelo "caminho fácil" de seguir o que é a tendência e o que todos os outros fazem. O verdadeiro desafio é fazer diferente mantendo-nos iguais e fieis a nós próprios.
Partilho muitas vezes contigo essa sensação de estar sempre a correr atrás de um comboio que sinto, que nunca vou alcançar, nomeadamente com a fotografia. É muitas vezes frustrante, mas é como tu dizes, um dia o próximo comboio chega e nós apanhamos-lo.

Um grande beijinho e continua!

Maggy
https://margaridapestana.pt