they're gonna watch me disappear into the sun

31 de janeiro de 2018

Assim que vi este vestido lembrei-me imediatamente de um que a Lana usou num concerto que deu em Berlim, no Citadel Music Festival. Logo aí, a paixoneta começou. O corte assimétrico conquistou-me e os detalhes em dourado - uma espécie de semi argola - deram-me luz verde para ter amor profundo. À partida, é um vestido para usar quando a temperatura está favorável, mas, como não consegui aguentar e esperar, tirei do cabide um dos achados dos saldos deste ano, este casaco militar da Zara, e lá fui eu Lisboa fora, toda contente. Sempre fui assim, não consigo ter as coisas em stand by, muito menos um vestido tão peculiar. Preto, dourado e branco é uma das minhas combinações preferidas. É inegável que nos lembra Versace. Aliás, foi um pouco dentro do estilo da marca que construí este look - as cores, os adornos e a, apesar de pouca, ostentação, que encontramos nas mangas, nos botões e também um pouco na mala. 

E foi este o look que usei no outro dia quando fui passear por Lisboa com a Sara! Neste dia, passámos também um pouco pelo Nicolau porque eu já tinha algumas saudades de comer os benedict eggs de lá, bem como a french toast. Há coisas impossíveis de resistir. Espero que tenham gostado do look, das fotografias e que tenham uma ótima semana! 



Jacket: Zara | Bag and dress: Heaven's | Boots: Pull&Bear

and if it gets rough, it’s time to get rough, oh, but now I'm falling

28 de janeiro de 2018

A Carolina de antigamente usava vestidos assim a toda a hora. Parecia que estava sempre pronta para a festa, tanto que às vezes perguntavam se ia a alguma. Combinava-os, provavelmente, com umas sabrinas ou com uns ténis - inspirada em filmes como o Grease, que tanto admirava. Estamos a falar da época em que ainda nem o rumo do ensino secundário tinha decidido. Entretanto, ainda usa vestidos assim, mas a inspiração já não é a mesma. 

Não podia ficar na mesma vibe para sempre mas a paixão pelos vestidos bonitos nunca se foi embora. A diferença é que agora são umas botas estilo militar que trago nos pés. Comprei estas botas na Pull&Bear e ultimamente são a única coisa que calço. Até pode parecer mal, mas são tão confortáveis que não as consigo evitar. Além disso, ficam bem com quase tudo. Só não as uso tanto quando tenho outfits com detalhes dourados ou muito vistosos, não vá correr o risco de ficar com pormenores em demasia. Para não ser um full black, decidi combinar com este casaco verde tropa. Os pormenores das costas até que vão ao encontro da gola do vestido, so, it's a matchy-matchy!

Dress: Zara | Jacket: Heaven's | Bag: Mango | Boots: Pull&Bear 

à descoberta do Heim

24 de janeiro de 2018

Conhecer novos sítios é tão bom! Já tinha ouvido falar bem do Heim e no outro dia passei por lá com a Sara, a minha melhor amiga - que também tem um blog, o Dress Pink. Como amantes de cappuccino e de todas essas coisas boas que sabem tão bem, andamos sempre de olho na próxima paragem. Após muitas recomendações, fomos experimentar este pequeno café/restaurante em Santos-O-Velho. O espaço é bastante agradável: luminoso, com plantas e um cheirinho ocasional que nos abre o apetite. Ficámos num pequeno balcão na montra, com vista para a rua, e sentimos que estávamos num café nórdico, muito aconchegante e tranquilo. A música de fundo era conhecida o suficiente para a conseguirmos trautear, mas nada de comercial. Achei o atendimento bastante bom, que, para além do bom garfo, é algo que me faz voltar a um espaço. 
A Sara almoçou um brunch vermelho, que é composto por sumo de laranja natural, uma salada com tomate, abacate, bacon e ovos mexidos, uma waffle e iogurte com granola. Já eu, fiquei-me pela omelete com queijo - que era deliciosa e fiquei com pena quando acabou - e também french toast. Vou deixar os vossos olhos comerem! 
Já conhecem o Heim? Já agora, que sítios me recomendam em Lisboa?




AROUND SEVILHA # PLAZA DE ESPAÑA

23 de janeiro de 2018

Mostro-vos, finalmente, o meu sítio preferido de toda a viagem. Tão preferido que decidi dedicar-lhe uma publicação. A Plaza de España é uma praça que fica no Parque María Luisa, em Sevilha, e que combina vários estilos arquitectónicos. Desde Arte Deco dos anos 20 ao estilo Neo-Mudéjar, um estilo que é possível encontrar ao longo de Sevilha, esta praça, que é gigantesca, foi uma autêntica maravilha de se ver. Para os amantes de Star Wars, é também parte de Naboo - foi cenário de uma cena do Episode II, Attack of the Clones. Tentei encontrar o exato sítio onde a cena foi filmada e o melhor que consegui foi a fotografia abaixo, que tem até o mesmo ângulo! 

Acho que estive cerca de uma hora neste local. Tem imenso para ver e detalhes que não podem deixar de ser vistos. Desde a parte das galerias às pontes, que tem trabalhados em azulejo lindíssimos. Por incrível que pareça, esqueci-me de fotografar imensa coisa - e ainda descobri pequenos recantos da praça quando pesquisei sobre a mesma depois de a visitar, shame on me! Mais uma vez, espero que gostem das fotografias!