28 de setembro de 2017

por terras com história

Gosto de pisar um chão e imaginar a história que por lá já passou. Saber que aquelas pedras já viram batalhas, cortes, reis, mouros e até mesmo romanos. No outro dia fui a Montemor-o-Novo e subi até ao ponto mais alto para espreitar o passado. Neste "monte", restam pontos históricos como o Palácio dos Alcaides, a Igreja de S. João Baptista, a Torre do Relógio e as ruínas da Antiga Cadeia - o que podem ver nas fotografias abaixo. 



Fiquei maravilhada quando descobri que foi aqui, em 1496, que D. Manuel I tomou a decisão de se mandar descobrir o caminho marítimo para a Índia. O nosso país é enorme e a história como a conhecemos aconteceu em cada recanto que podemos imaginar. Decisões históricas e importantes como esta podem muita vez ter acontecido debaixo do nosso nariz e nem sabemos - para nem falar daquilo de que não há registo.

 Mentalmente, e através do pouco que sobrou de certas ruínas, reconstruo outros tempos e dou significados a um amontoado de pedras que, outrora, certamente foram uma casa. Essa é uma das magias de visitar ruínas - temos apenas um pouco do passado, e, com esse pouco, fazemos o que quisermos. Uma coisa é certa, provavelmente ainda não existiam noodles nessa altura. Espero que gostem das fotografias! 





22 de setembro de 2017

they say "you're a little much for me"



Um full black no verão é sempre algo arriscado. Já sabemos o quanto esta cor atrai o calor - ainda assim, há algo demasiado clássico, discreto e bonito no preto que nos faz sempre querer usá-lo.
É como aquela coisa que adoramos mas que nos faz mal - neste caso é um mal pequenino. Por acaso, nem tinha planeado fotografar este look. Nesse dia tinha saído de casa à pressa e sabia que, como ia só até ao centro comercial, não precisava de me aperaltar muito, só que acabei por visitar o panorâmico que o Amoreiras tem. Comecei por tirar uma fotografia à paisagem. Quando dei por mim, já estava a fazer as minhas típicas poses e tornei o que seria uma roupa muito casual em mais um outfit post. Sobre o panorâmico, arrependo-me de não ter ido lá mais cedo. A vista é lindíssima, e acredito que no final do dia seja algo de cortar a respiração. É ideal para quem gosta de ver os aviões a passar ou até para quem adora estar à procura de detalhes novos na paisagem.

Espero que tenham gostado!

19 de setembro de 2017

my baby lives in shades of blue



Sempre fui uma grande fã de peças com linha A, quer sejam vestidos ou saias. Uma saia de ganga pode ser uma peça fantasticamente cool e se tiver linha A, melhor ainda. Já me tinha esquecido do quão bem uma peça destas pode assentar - favorece todos os tipos de corpos - e foi mais durante este verão que avivei esse facto e usei e abusei da ganga. O melhor é que acho que é algo que se vai arrastar para os últimos meses do ano, basta acrescentar uns collants quentinhos. Neste dia estreei uma blusa que comprei em saldos e decidi tirar a country girl que tenho dentro de mim, combinando com a mala de palha e o colar da estrela dourada - muito xerife.

Estou a aproveitar para publicar o máximo que consigo antes de começar as aulas e ficar mais apertada de tempo. Ainda assim, saibam que tenho sempre um tempinho para o blog - já se sabe, quando gostamos de algo, há sempre tempo!

Espero que tenham gostado do post. Digam-me qual a vossa fotografia preferida!

15 de setembro de 2017

burning all the gold that held me inside my shell


É aos poucos e poucos que vou deixando o outono chegar e apoderar-se dos meus looks. Nem dá para acreditar que o verão já está quase a acabar e vou ter de deixar as minhas roupas preferidas de parte até estar bom tempo de novo. Vou aproveitar bem e usar as minhas peças preferidas até que a chuva me impeça de o fazer. Esta transição é sempre uma coisa estranha de acontecer porque, do nada, fica um vento terrível que nos arrepia a pele. Foi o que me aconteceu no dia a que fui a Aveiro: de manhã estava imenso frio e vento, à tarde ficou um calor terrível. Costumo resolver estas coisas de uma forma simples: botas e um casaco leve - neste caso, um kimono que estava há muito esquecido no fundo do armário, tal como as botas. Já as tenho há muitos anos, mas, inexplicavelmente, achava que não me favoreciam. Ainda bem que as guardei porque parece que mudei de ideias!

Espero que tenham gostado do look! Tal como eu, também têm alguma peça que dantes não gostavam e agora usam a toda a hora?