10 de dezembro de 2017

true colors

Um vídeo sobre fazermos aquilo que gostamos, sobre sermos nós mesmos, sem adições, sem subtracções, sobre não desistirmos, sobre apenas sermos.




9 de dezembro de 2017

I am still learning how hope is sometimes a dark thing disguised as a bluebird and how some bluebirds never come back home.


5 de dezembro de 2017

taking pictures of you as the light came through

Assustam-me todas as coisas que posso perder, por isso, arranjo maneira de as conseguir guardar, nem que seja através de uma fotografia. Guardo esses momentos e tiro-lhes a efemeridade como se tivesse todo o poder do mundo. Podia confiar na minha memória, mas sei que mais cedo ou mais tarde deixará de ser uma amiga para se tornar numa conhecida. Se existisse o cargo "presidente do mundo" tenho a certeza que o usaria para tornar eterno tudo de bom que existe. Fotografias, momentos, pessoas. Mas é um cargo que não existe. E até as fotografias se podem perder. 


4 de dezembro de 2017

I turn the lights low but we both know where we are

Neste dia apanhei uma terrível molha. Sabem quando querem fazer muito uma coisa e não a querem adiar? Se estiver a chover, adiem, que é melhor. Tinha uma urge de fotografar fora do normal mas estava uma ventania louca que em nada favorecia. Já prestes a desistir, encontrei este sítio (pontos para quem identificar onde é). Porque não é todos os dias que visto umas calças assim tão justas, tinha de o fazer. Moral da história, não desistam dos vossos sonhos.

Sonho é, também, esta camisola pintada à mão com uma quote de um dos meus filmes preferidos, o I Origins. É complicado ter algo que se destaque do resto, hoje em dia. Para mim, tem bastante valor algo único, ainda para mais se for feito à mão, com toda a dedicação e horas que se podem colocar.
"Esta parceria entre Joanas nasceu de uma ida ao sótão pela César, que foi surpreendida com desenhos que tinha feito no ensino básico. Decidiu melhorá-los e, como já conhecia o trabalho da Jeanne d’Arte, achou que ficariam bem numa t-shirt. Assim que a encomenda lhe chegou a casa, deu-se um clique: vender t-shirts com as suas ilustrações a outras pessoas, reservando um espaço que pode ser personalizado. Aliou-se a criatividade da Joana César aos pincéis da Jeanne d’Arte et voilà!" é um pequeno resumo de um projeto que, a meu ver, é enorme. 



Shirt from HERE | Pants, Blazer and Backpack from HERE | Sneakers from VANS | Sunglasses from Giant Vintage | Necklace from Primark


27 de novembro de 2017

no love was gonna kept your knife

Já não é novidade nenhuma que adoro o Nicolau e é o primeiro sítio em que penso quando me apetece comer algo mais leve. Achei por bem fazer-vos babar um pouco para cima dos vossos teclados. Sou aquela pessoa que demora sempre trezentos anos a escolher o que vai pedir mas, no fundo, peço sempre o mesmo: french toast à nicolau (que tem iogurte com pistachio por cima e algumas framboesas e banana a acompanhar). Desta vez, ao que peço sempre, juntei benedict eggs - mais concretamente, um ovo escalfado, com molho holandês, em cima de uma fatia de pão. Para beber, um chá de mistura feito pela casa. Para repetir!







26 de novembro de 2017

I probably still adore you with your hands around my neck or I did last time I checked

Chegou uma das minhas alturas preferidas do ano. Sair das aulas e ir até ao Chiado para beber um cappuccino é das melhores coisas a fazer quando o frio começa a chegar. Já tinha saudades, confesso. Estamos sempre ansiosos pelo calor e a desejar férias de verão a toda a hora, mas esta espera pelo frio fez-me desejá-lo ainda mais. Eu, que nem sou de andar muito encasacada, tenho usado camadas de roupa a toda a hora. O bom de usar uma camisa por baixo é que, se ficar calor, basta tirar o casaco que fico logo confortável. Ultimamente, tenho gostado bastante de usar esta combinação simples: uma blusa, as calças pretas e as botas. Os acessórios fazem o resto e completam, dando o detalhe necessário. Só mais um look cuja paleta está dentro dos cinzentos, brancos e pretos. Espero que gostem! 



24 de novembro de 2017

between heaven and hell

Se há uma conjugação que eu adoro é a seguinte: salmão fumado, queijo creme e rúcula. Durante a minha vida toda - quase vinte e um anos, muita experiência portanto - só decidi provar salmão fumado o ano passado. Era daquelas coisas que eu não compreendia e dizia sempre que não iria gostar se provasse. Pela boca morre o peixe: provei e gostei. No outro dia apetecia-me imenso aquela combinação, mas ao mesmo tempo queria algo diferente. Às vezes consigo ser difícil de agradar. Fui dar com o Santo Bagel e encontrei exatamente o que queria. Gostei do espaço e do que comi, para além de que havia lá muitas opções, diferentes tipos de bagels - não me atrevi a experimentar os mais peculiares, preferi algo simples para a primeira vez -, e opções vegetarianas também. Mal posso esperar por lá voltar! 

Conheciam o Santo Bagel? 

M.: Av. Marquês de Tomar 76, 1050-157 Lisboa (perto da Gulbenkian)