28 de novembro de 2015

why don't we go somewhere only we know?


Até tenho vergonha de dizer que perdi a minha lente de 50mm e só a encontrei esta semana, passado um ano e tal. Esta quinta feira, depois das aulas, fui passear pela baixa de Lisboa com os meus amigos e mais uma vez vi o pôr do sol perto do Terreiro. É o melhor sítio para dizer adeus ao dia. Estas são algumas das fotografias que tirei, todas com a 50mm fixa. Estou a pensar em começar a partilhar sempre as fotografias random que tiro, o que acham? Não fazem uma grande publicação, mas não deixam de ser uma pequena inspiração!

27 de novembro de 2015

oh eyes like wild flowers within demons of change

Vintage velvet Coat; Fur Blouse(c/o): Romwe; Skorts(c/o): Romwe; Chunky Shoes: Seaside; Bag: Parfois; Watch(c/o): Daniel Wellington 

Da última publicação para esta nota-se bem que a necessidade de vestir algo quente aumentou. O frio que se faz sentir logo pela manhã, quando vou para a ESCS, obrigou-me a fazer uma viagem no tempo com este casaco de veludo. É bem antigo, quase uma preciosidade - e raridade por me servir. Quando as temperaturas estão negativas sei que é a ele que tenho de recorrer. Não imaginam o quão quentinho é. Decidi brincar com padrões, e, como o forro interior dele está cheio de flores, vesti uma das minhas camisolas preferidas. Os skorts, para mim, continuam a ser uma excelente opção. E sim, adoro misturar bordeaux com verde esmeralda!

O que acharam deste look cheio de contrariedades?
Ps.: desculpem a minha ausência. Apesar de não conseguir escrever frequentemente, tão cedo não deixarei o meu cantinho. Mas tenho publicações e surpresas em mente, keep tuned! 



9 de novembro de 2015

I’m gonna kiss you like the sun browns you

Bomber Jacket (c/o): Style Moi; Denim Dungarees from Bershka; Necklace from Parfois; Chunky Shoes from Seaside; Sunglasses (c/o) ZERO UV

Domingo foi dia de aproveitar o antecipado verão de São Martinho para passear por Lisboa. Confesso que morri de calor. Quando saí de casa, pela manhã, não esperava que o dia se tornasse tão quente. Já sentia falta do sol e da tão característica luz lisboeta, que só compreende quem olha para a capital com outros olhos. 
O pôr do sol foi como um fogo de artifício perfeito, oferecido pela natureza. Confesso, foi dos mais bonitos que já presenciei. Fez-me citar um filme que adoro, o Before Midnight, enquanto via o sol a desaparecer. ''Still there. Still there. Still there. Gone''. 

O que acham das fotografias e do outfit? Keep lovely*

7 de novembro de 2015

BENETTON # A COLLECTION OF US


Situada num dos pontos turísticos mais movimentados de Lisboa, a Benetton do Chiado reabriu portas esta semana após uma pequena época de remodelações. A abertura coincidiu alegremente com os 50 anos da marca, que sempre se mostrou colorida, viva e sem preconceitos. 

Esta megastore, que ocupa um edifício inteiro - antigo edifício Ramiro Leão, um importantíssimo espaço comercial - abre agora com uma coleção cápsula onde cada uma das décadas da marca está representada por peças chave que poderão encontrar à venda nas lojas. Porque cada década tem algo que a marcou. O telefone. Os patins. O walkman. As cassetes. As cores alegres a que sempre fomos habituados. Os 50 anos resumidos numa coleção. 

O último andar desta Benetton é uma galeria de arte, a Fábrica Features Lisboa, e foi lá que meio século foi apresentado não só através da coleção mas também das publicidades mais marcantes e bonitas. O color block eterno é um portal de energia radiante. Caso tenham oportunidade, passem por lá. A música ambiente é um prazer para os ouvidos e o paraíso visual é garantido.