29 de dezembro de 2014

2014 RETROSPECTIVE

Sempre dei muito valor a história e ao passado. Para compreender o presente e o futuro, devemos conhecer o que já lá vai e não volta. 
Ver a retrospectiva do meu ano de 2014 agora que este está a acabar deixou-me nostálgica, orgulhosa, sabedora de que quando queremos e lutamos muito por uma coisa acabamos por consegui-la. 
Alcancei metas que não imaginava há alguns anos, concretizei desejos e conheci pessoas maravilhosas. Fui pela primeira vez a eventos de moda e trabalhei matérias sobre os mesmos. Ganhei esperança e concretizei desejos novamente. Apercebi-me da importância das sobrancelhas na vida de uma pessoa (just kidding). Apercebi-me que não vale a pena ter dores de cabeça por nada. Que o que os outros dizem ou pensam de nós também nada importa. Que afinal sou muito mais forte do que pensava. Que devemos agradar especialmente a nós próprios, trabalhar as nossas falhas e levantarmo-nos por mais pesado que seja o peso nas nossas costas. Que mais tarde ou mais cedo as coisas más passam e só deixam em nós uma cicatriz fechada para a qual olhamos e nada sentimos. Porque, eventualmente, tudo se desvanece. 
Sinto-me concretizada com este ano que passou. Talvez não repetisse uma ou duas coisas que fiz, mas sei que me ajudaram a perceber muita coisa. 

O que me deixa mais feliz, no meio de tudo, é o blog. Esta casa que me acolhe tão bem, apesar de construída por mim, ganhou vida própria. Ganhou seguidoras que me enviam calor e amor e que lêem atentamente longas linhas, algo difícil nos dias que correm onde a informação é fácil e pouco feérica. 
Ao longo deste ano os números cresceram com o amor. Cerca de 300 000 visualizações e quase 3000 fãs no facebook enchem-me a alma e espero que continuem a entrar muitos mais viajantes nesta casa, futuros sedentários atentos e permanentes. 

Escolhi as minhas fotografias preferidas deste ano que passou. Não há melhor bengala para a memória do que fotografias, e ao escolher e abrir pastas inúmeros foram os flashes de memórias que por mim passaram e me fizeram relembrar fantásticos momentos.

Espero que tenham tido um ano deslumbrante e que tal como eu, tenham concretizado as vossas metas. Que o legado se prolongue por 2015 é o meu grande desejo! 



26 de dezembro de 2014

counting flowers on the wall, that don't bother me at all


Ao som de Nancy Sinatra chega mais uma publicação em que uma pulseira dourada é a personagem principal. A original é da Cartier mas esta é da P&A Be You e adoro vê-la no meu pulso. É irreverente e na sua singularidade brilha mais do que a lua reflectida no mar. 
Quem diria que uma pulseira inspirada num prego seria assim tão bela? A beleza somos nós que fazemos através de um treino mental capaz de destruir barreiras e de ver luz no escuro desmedido. Sem este treino talvez nem existisse inspiração que me salvasse e o mundo fosse um bocado mais vazio. Talvez as coisas perdessem valor. Talvez o olhar passasse a ser vago e sem sentimento. 
Fico feliz por ter feito esse treino que me permite ver além do horizonte visto que me garantiu gostar de uma peça assim.

Gostaram das fotografias? Vejam mais detalhes da pulseira aqui caso tenham gostado dela!