9 de fevereiro de 2014

let them eat cake, said Marie Antoinette

Aproveitando o facto de ter acabado de aprender sobre a Revolução Francesa em História A, decidi investigar mais. Vi alguns documentários e fiz pesquisas a fundo, porque o saber nunca ocupa lugar. Para juntar o útil ao agradável, ouvi falar sobre o Marie Antoinette, um filme biográfico sobre Maria Antonieta, a mulher de Luís XVI que na altura da Revolução era o rei de França, e decidi vê-lo.


Maria Antonieta era uma jovem austríaca que acabou por se casar com o francês Luís XVI, tornando assim os dois países aliados. Antonieta passou a viver no Palácio de Versalhes juntamente com o rei e com a sua corte. Apesar de esta ser a vida que todos desejavam, cheia de mordomias, luxos e riquezas, Maria estava bastante descontente pois não se identificava com o espírito das pessoas que lá viviam e muito menos com as fofocas constantes que tinha de ouvir, principalmente relacionadas com o facto de não conseguir gerar um herdeiro para o trono. 



Revela desde o início ter uma personalidade forte, independente e ''infantil'', e por isso mesmo é que por vezes se isolava no meio do campo ou ia para o seu quarto secreto, ignorando o mundo à sua volta. A certa parte do filme, quando se vê parte dos seus sapatos, aparece no fundo um par de Converse, sapatos que na altura não existiam. Porém, não foi uma falha, mas sim uma referência à jovialidade de Maria Antonieta.   



Era conhecida pela sua beleza e elegância estonteante, digna de um anjo, sendo a sua cara comparada até a um ''cupcake''. Adorava roupa, principalmente em tons suaves - well, aqui temos um ponto em comum! - que realçavam a sua beleza. Todo o guarda roupa usado no filme é extremamente bonito e bastante ostentoso, totalmente do género que adoro com flores e detalhes dourados em estilo barroco. Para não falar da decoração, igualmente em estilo barroco.


Well, não me poderei adiantar mais sobre o assunto, caso contrário estragarei a visualização do filme para quem ainda não o viu! Após tê-lo visto, a minha paixão por macarons, Paris, cores suaves, o barroco e a delicadeza só aumentou. Acho que é uma verdade comum a todos que quando se acaba de ver um filme, se fica com todo o espírito da história durante umas horas. Ora portanto, eu fiquei a fazer de rainha delicada apaixonada por bolinhos durante umas duas horas... 
Bolinhos à parte, adorei o filme. Para além de ter ficado a compreender melhor a história, numa visão muito mais soft e divertida escrita pela Sofia Coppola, ainda pude sonhar com todos os guarda roupas. 
Fica aqui então uma recomendação para quem ainda não viu. Quem viu, o que achou? 

19 comentários:

  1. já vi o filme e a Maria Antonieta á muito que me inspira , penso que ela foi mal jugalda porque na verdade foi rainha muito cedo e certamente não era tudo " cor de rosa" , adoro as roupas e tudo que o filme mostra *.*

    ResponderEliminar
  2. já vi o filme duas vezes. os cenários estão fantásticos, e adorava as partes em que ela brincava com a filha naqueles jardins enormes.

    ResponderEliminar
  3. fiquei bastante curiosa! sendo aluna de historia da cultura e das artes adoro este tipo de filmes. vou ver de certeza!

    ResponderEliminar
  4. Ainda não vi o filme, mas sempre tive curiosidade :)
    Beijinhos*
    Treze Mundos
    My Photography

    ResponderEliminar
  5. é um filme que vou acrescentar a minha lista :P fiquei curiosa

    Continuem a participar no giveaway do blog http://myredkiss.blogspot.pt/2014/02/oriflame-review-giveaway.html :)

    ResponderEliminar
  6. gostei imenso do filme e Marie Antoniette é uma personagem muito carismática :)
    beijinho

    ResponderEliminar
  7. Em tempos vi esse filme e well adorei! Apesar do Barroco não ser de todo o meu estilo arquitectónico e decorativo favorito, devida a todo aquele horror ao vazio, este filme faz com que todos fiquemos apaixonados!
    E sim, tens algumas coisas de Marie Antoinette em ti ahah
    beijiinhos, Catarina

    ResponderEliminar
  8. Em tempos vi esse filme e well adorei! Apesar do Barroco não ser de todo o meu estilo arquitectónico e decorativo favorito, devida a todo aquele horror ao vazio, este filme faz com que todos fiquemos apaixonados!
    E sim, tens algumas coisas de Marie Antoinette em ti ahah
    beijiinhos, Catarina

    ResponderEliminar
  9. Apesar de já ter visto esse filme, voltei a vê-lo este ano quando estudei o período rococó dos fins do barroco em história de arte e digamos que voltei a apaixonar-me por ele... Mesmo o rococó não sendo um dos meus estilos arquitetónicos/decorativos preferidos adorei o filme e as festas galantes da época deixam-me deslumbrado pelo ambiente vivido!
    Realmente consigo identificar-te com ela ahahah
    Beijinhos
    http://customized-people.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Vi o filme noutro dia e adorei todo o conceito! As peças de roupa eram mesmo de outro mundo e todas aquelas cores davam a volta à cabeça a qualquer um <3
    Beijinhos
    http://freefallfeather.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Fiquei curiosa, tenho que ver o filme :)

    http://upgossiportugal.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. É impossível odiar este post, além de adorar o filme e a Marie Antoinette, a maneira como nos escreves é ainda mais deliciosa.
    É um dos meus filmes favoritos, grande Coppola!
    Adoro os tons pastel e a fluidez como tudo corre, todos os detalhes e oh o palácio de Versalhes, que sorte a da Kirsten Dunst que andou por todo o lado ahah. Adorei este post, mais reviews!

    ResponderEliminar
  13. É um filme muito engraçado mas não é um filme documentário, muito pelo contrário! Este filme não caracteriza a história, nem faz justiça ao que era a sociedade francesa do século XVIII.

    Há um filme chamado Adeus, Minha Rainha.. Que apesar de se centrar num 'rumor' espalhado por Versalhes naquela altura, todo o seu contexto histórico está muito próximo ao que realmente se passou em França.

    Na minha opinião, o filme da Sofia Coppola é muito visual e esteticamente correcto, o que acaba por abafar os grandes problemas da altura da sociedade francesa, o que no fundo caracteriza muito bem a corte: politicamente correcta, praticamente desfeita.

    ResponderEliminar
  14. Já vi e acho maravilhoso, um dos meus filmes favoritos ♥

    ResponderEliminar
  15. tb gosto do filme, embora nao seja dos meus preferidos. adoro os cenarios :)

    http://rrriotdontdiet.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. não é um período que me encante, este filme não deixa de me dar vontade de fazer uma visita aquela época!
    já que andas a estudar o assunto, deixo-te outro filme sobre ela: Farewell, My Queen. :)

    ResponderEliminar

Deixa aqui o teu comentário, opinião, ou pergunta! Para obteres respostas mais rápidas envia um email para the-heaven-rose@hotmail.com ♡