more than words

14 de abril de 2019

Começamos a falar muito antes de termos consciência de que o estamos a fazer. Eu mesma já falei tanto sem saber, sem abrir a boca. Tantas vezes quis dizer algo e, sem o saber, disse mesmo. 
 Todas as vezes que os meus olhos tocam alguém há algo que eles dizem e não o consigo impedir. É como que uma estrada que parte do meu cérebro. Uma via rápida. Lá, voam pensamentos e sentimentos a velocidades assustadoras. Comecei a falar cedo. A falar. A cantar. A sussurrar. Ainda assim, não sei falar sem ser com o olhar. 


fotografias: Tiago Carvalho 

in a far and distant galaxy

4 de abril de 2019

Os universos misturaram-se - o Vertigo com o Moonrise Kingdom  -, e ali estava eu, com uma máquina e a minha inocência numa escadaria tão frágil como a vida. 


fotografias: Joana César


unravel me

2 de abril de 2019

Talvez o maior mistério 
Seja o mistério 
De achar se é mistério ou não