24 de setembro de 2016

and darling, darling, stand by me


As aulas estão quase a começar e fiquei um pouco nostálgica quando decidi ir ver as fotografias que tenho pelo computador. Entrei nas pastas que tenho de dias passados com estas caras que vocês já tão bem conhecem e decidi partilhar algumas fotos nunca antes vistas por aqui - algumas de 2014, outras de 2015 e outras deste ano! Já tenho imensas saudades delas e é tão bom pensar em momentos passados e em como a nossa amizade de grupo continua a crescer sem parar. Na minha opinião, as fotografias representam super bem o que temos vindo a criar e a diversão que se faz sentir de cada vez que estamos juntas. Mal posso esperar por aumentar as minhas memórias!

21 de setembro de 2016

CINCO DICAS PARA QUEM VAI ENTRAR ESTE ANO NO ENSINO SUPERIOR


O Ensino Superior pode parecer um grande bicho de sete cabeças, o final de uma vida, a mudança completa de rotinas ou até mesmo um dementor daqueles cheios de força que nos vai sugar a alma toda até mais não. Porém, existem formas de sobreviver, porque, no fundo, acredito que os medos somos nós que os fazemos e todo o desconhecido é um medo muito maior até finalmente o vivermos.

Com isto, digo que quando andava na primária, morria de medo daqueles exames finais que tinham contas que agora são banais; morria de medo quando no nono ano tinha de escolher um curso e achava que a minha vida ia acabar se me enganasse na escolha; morria de medo de falhar os exames nacionais - mas correu tudo bem, sem feridos, sem danos colaterais, portanto, um medo que era bem maior na minha cabeça. 

No verão que precedeu a minha entrada neste outro mundo sentia-me muitas das vezes nervosa. Como sei que é o que muitas das pessoas que me lêem também sentem, decidi partilhar alguns conselhos que fazem a diferença nesta nova etapa!


1. Encarar esta como uma nova e boa fase da nossa vida
É cliché dizê-lo, mas tudo depende da nossa atitude perante a vida e perante as situações. Assim, se entrarmos com o pé direito e com uma atitude digna de romano - cheguei, vi e venci - tudo correrá melhor. Ter no pensamento que vai tudo correr bem e confiar no tempo. Não tenham medo e acreditem que é meio caminho andado!

2. Não ter vergonha de falar
Chegamos à instituição onde vamos passar três, quatro, cinco anos, e não conhecemos ninguém. Viemos de longe, parece que nunca se viu tantas caras desconhecidas num só dia. Mas calma! Não somos os únicos nessa situação. Houve uma coisa de que sempre me tentei lembrar ao longo das primeiras semanas: "todas as pessoas à minha volta estão ou já estiveram na mesma situação que eu". Todas elas sentiram que nunca se iriam inserir num grupo de amigos ou sequer encontrar alguém com os mesmos gostos - aviso já, dificilmente acontece! A variedade de gostos e personalidades é ainda maior, há mais culturas e tradições e certamente encontraremos alguém com quem nos identifiquemos. Porém, não podemos ter vergonha, e não é complicado iniciar uma conversa ou até mesmo sorrir a um desconhecido!

3. É mesmo preciso comprar? 
Uma das dicas que me deram assim que cheguei e que se tornou fundamental e essencial foi não comprar sebentas a não ser que o plano tenha mudado ou tenha sido acrescentado algo importante - a verdade é que as sebentas mal mudam e há sempre quem as preserve e ou venda mais barato ou empreste. Assim, para além de se poupar, é também menos papel gasto! Para além disso, as bibliotecas estão cheias de recursos que podemos utilizar, para nem falar da internet. Sei que não se aplica a todos os cursos e há casos e casos, mas vale a pena ser algo a averiguar! A verdade é que nunca é preciso comprar tudo o que é pedido.


4. Perceber como as coisas funcionam 
Vamos imaginar assim: a universidade é a selva, nós somos os leões e os nossos objetivos são a presa. Temos de a observar, perceber como funciona e quais são as melhores maneiras de chegar lá. Os mais velhos estão lá para nos ajudar também e pedir alguns conselhos sobre as cadeiras, professores ou formas de estudar é uma boa forma de facilitar um pouco a vida. Mais vale termos uma ideia ou algumas opiniões alheias do que estarmos completamente perdidos!

5. Diversão!
A vida não é só estudar e no ensino superior também há diversão - ainda mais, até! É preciso criar um equilíbrio saudável entre estes dois pólos e entre praxes, churrascos, clubes, núcleos, festas e receções, terão muito por onde escolher para se poderem divertir e poderem aproveitar ao máximo. São alguns anos que se vão passar numa instituição e arranjar maneiras de descontrair é sempre uma boa ideia, para além de que ajuda a passar o tempo!



Dito isto, espero que aproveitem da melhor forma aqueles que serão dos melhores anos das vossas vidas - e que vão passar num piscar de olhos. Desejo muito boa sorte a todos aqueles que vão agora começar a sua nova jornada, never stop dreaming! Caso tenham sido colocados este ano, contem-me onde, adorava saber!


18 de setembro de 2016

how many secrets you have that keep you smiling that way?


(Blouse (c/o) HERE; Skirt and clutch from Romwe; Shoes from Stradivarius)

Ainda está bom tempo, é verdade, mas aos poucos e poucos o outono infiltra-se e a paleta de cores que usamos começa a mudar. Apesar de este ser um look fresco, o bordeaux introduz uma vibe mais outonal. Adoro usar este tom juntamente com castanho e preto - as saudades juntaram o trio de novo. Camisolas com o ombro à mostra são as minhas preferidas e quando vi esta, na SheIn (aqui), não resisti! O estilo boho cativou-me logo e posso confirmar a minha pequena obsessão com laços no colarinho. O que me agradou bastante também foi o facto de ser tal e qual como é apresentada no site, algo que receio sempre um pouco que não aconteça quando encomendo online. Aproveitei e usei umas das minhas plataformas preferidas!

O que acharam do look e das fotografias? Gostam de blusas que mostram os ombros ou nem por isso?